Justiça libera psicólogos a atender casos de reorientação sexual; leia a íntegra

A Justiça decidiu, na tarde desta sexta-feira (15), garantir a liberdade profissional e de pesquisa de psicólogos que sejam procurados, voluntariamente, por pessoas que apresentem “transtornos psicológicos e comportamentais associados à orientação sexual egodistônica”, ou seja, quando a pessoa sente atração por outras de mesmo sexo, mas discorda do seu próprio jeito de ser. Segundo a decisão, essa condição está catalogada no Código Internacional de Doenças (CID).

A decisão atende parcialmente ao pedido de uma Ação Popular formulada por um grupo de psicólogos, que pedia a suspensão dos efeitos da Resolução 001/1999 do Conselho Federal de Psicologia (CFP). A sentença determina que o CFP não interprete a resolução de modo a impedir psicólogos de atenderem pacientes que, por vontade própria, buscarem orientações para tratar transtornos psicológicos ligados à egodistonia, sem censura ou licença prévia do Conselho. Os psicólogos também podem promover estudos e pesquisas relacionados a este tema.

“Antes da liminar, relatam os autores que a Resolução 001/99 funcionava como verdadeira espada de Dâmocles, a incidir, a qualquer momento, sobre suas cabeças e registros profissionais, caso fossem denunciados por atender homossexuais egodistônicos, ainda que por eles procurados voluntariamente e no recinto restrito de seus consultórios”, anota a decisão.

Confira: “Cura gay”: homoafetividade não é destino

O juiz Waldemar Claudio de Carvalho, da 14ª vara federal do Distrito Federal (DF), determinou, porém, que essa atividade seja restrita ao espaço do consultório, sem propaganda ou divulgação que tenham intuito publicitário, como garantia de respeito à dignidade humana.

“[A] Ciência não se compatibiliza com dogmas ou preconceitos. Até porque toda conclusão científica, por sua própria condição investigativa, deve ser passível de refutação”, escreve Carvalho.

O magistrado enfatizou ainda que sua decisão não se relaciona com homossexuais “egossintônicos”, ou seja, aqueles que não têm qualquer rejeição a seu próprio modo de ser, que também têm sua dignidade e liberdade protegidas pela Constituição Federal.

Carvalho ponderou ainda que o atendimento a homossexuais egodistônicos não parece incrementar violência contra homossexuais egossintônicos e que a pesquisa sobre esse tema “complexo” poderia até vir a reduzir a violência, “visto que não são poucas as vozes a apontar a incompreensão de sua própria orientação de sua própria orientação sexual como fator primário de tal violência”.

Casos particulares de profissionais que eventualmente estejam sendo perseguidos com base em interpretação ilegal da Resolução 001/1999 deverão ser apurados individualmente pelas vias administrativas e judiciais adequadas.

Liminar

Em setembro deste ano, o mesmo juiz já havia atendido parte do pedido dos autores em caráter liminar, ao determinar que não se interpretasse a Resolução 001/1999 de modo a restringir a liberdade profissional e científica. À época, chegou-se a dizer que a Justiça havia liberado a “cura gay”, um termo pejorativo criado por militantes de esquerda para atacar a decisão. No próprio texto da liminar, o juiz já afastava essa hipótese ao reconhecer que a homossexualidade não é doença. 

“A liminar deferida por este Juízo e em vigor desde setembro passado, por si só, ao contrário do quis fazer crer o CFP em sua contestação, não provocou qualquer ato de incentivo à discriminação ou à intolerância sexual, ainda que tenha sido mal compreendida por parcela significativa da mídia e das redes sociais”, escreveu Carvalho na decisão definitiva desta sexta-feira.


http://ift.tt/2CzpGMl


Fonte: Gazeta do povo















from Ebahia News http://ift.tt/2AU6JGY

COMMENTS

Nome

ADEB,1,Bahia,347,Brasil,424,Brasília,1,Camaçari,1,Cláudia Wild,3,Colunista,2,Colunista Jovem,3,Condeúba,5,D'jane Silva,6,Denúncia,21,des,1,Destaque,853,Economia,35,Educacao,10,Elizeu Rosa,19,Entretenimento,58,Esporte,18,Eunápolis,19,Feira de Santana,30,Governador Mangabeira,10,Ilhéus,21,intretenimento,5,Itabuna,23,Jequié,76,Lauro de Freitas,4,Mundo,84,Noticias,1146,Politica,551,Porto Seguro,15,Presidente Tancredo Neves,5,Salvador,428,Saúde,12,Segurança Pública,3,Teixeira de Freitas,22,Vitória da Conquista,33,
ltr
item
Âncora News: Justiça libera psicólogos a atender casos de reorientação sexual; leia a íntegra
Justiça libera psicólogos a atender casos de reorientação sexual; leia a íntegra
http://ift.tt/2onVNvI
Âncora News
http://www.ancoranews.net/2017/12/justica-libera-psicologos-atender-casos.html
http://www.ancoranews.net/
http://www.ancoranews.net/
http://www.ancoranews.net/2017/12/justica-libera-psicologos-atender-casos.html
true
563360971225838415
UTF-8
Todas as publicações Não foi encontrada nenhuma postagem VER TUDO Mais informação Resposta Cancelar resposta Delete Por Home PAGES POSTS View All RECOMENDADO PARA VOCÊ LABEL ARQUIVO SEARCH TODAS AS PUBLICAÇÕES Não encontrou nenhuma correspondência de pós com seu pedido Voltar Início Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share. STEP 2: Click the link you shared to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy