As nebulosas investidas do Facebook começam a levantar suspeitas e causar constrangimento



O Facebook talvez tenha pensado em uma solução infalível para promover a censura de páginas de Direita sem ser acusado de tal fato. Para isso se escudou em jornalistas da extrema-esquerda travestidos de especialistas em comunicação. Também estabeleceram um conluio com os veículos da mídia mainstream e agentes públicos para interferir nas eleições de 2018 tirando conservadores e liberais da jogada. Mas o que parecia indestrutível começa a derreter.

Sim, a armação começou a dar errado quando o Facebook deixou pegadas. Primeiro foi o compromisso público estabelecido com as falsas agências de checagem - que na verdade são grupos especialistas em censura. O contrato com eles vai apenas até dezembro de 2018. Sabemos que as fake news não serão extintas até 2018, logo é bom questionar: qual o sentido disso se a busca é pela verdade?

Depois veio o viés explícito dos censores. Todos de extrema-esquerda. Um deles, a Agência Pública, chegou a publicar uma "checagem" em que tratava a crise humanitária da Venezuela como fake news da Direita daquele país e de seus congêneres no Brasil e países vizinhos.

Antes da infame reedição digital da Noite de São Bartolomeu (a comparação foi feita primeiro pelo amigo jornalista Eduardo Bisotto), o Facebook havia anunciado que iria tomar medidas contra "possíveis interferências nas eleições" para no dia seguinte tentar de forma explícita interferir nas eleições por meio da exclusão de páginas de Direita (incluindo algumas ligadas ao MBL e perfis pessoais de ativistas como a deste escriba).

Ocorre que ali houve um furo: o Facebook desativou os perfis e páginas durante a madrugada. Antes mesmo de avisarem os perfis, a informação foi vazada para a Reuters. Pergunta: quem falou com a Reuters? A matéria foi publicada ao mesmo tempo em que o Facebook desativava as páginas, o que sugere a ação coordenada. E revela um mar de fake news: foi veiculado por diversos meios que o MBL não deu respostas: ele sequer havia sido notificado por ser antes da exclusão.

Tudo só piorou durante as últimas horas: um dos parceiros das agências de checagem, o jornalista de extrema-esquerda Leonardo Sakamoto, disse em suas redes sociais que o motivo da exclusão dos perfis foi a ação coordenada para manipular o debate público e não as supostas fake news. Após esta afirmação, vários veículos editaram suas matérias excluindo dali as menções a notícias falsas. O jornalista Brad Haynes da Reuters foi além: excluiu até o adjetivo "extrema-direita" na qual enquadrou o MBL. 

Mas notem: qual é o problema de influenciar o debate público? Não é exatamente o mesmo que é feito por qualquer grupo político com pretensões de poder? É ilegal? Se for assim, se acaba a política. Outra: o Facebook diz que o grupo queria "causar divisão". Divisão não é algo que se causa ao defender determinado ponto de vista, mas sim um dado da natureza democrática. A pluralidade pressupõe a divisão. Ou seja: o Facebook construiu moinhos de vento para justificar a censura. Agora o Facebook anda perdido por ter sofrido prejuízos financeiros e ser questionado pelo Ministério Público Federal de Goiás, que quer saber da rede social qual o motivo da exclusão e quais foram os pontos do contrato que foram descumpridos pelos afetados. O prazo está esgotando sem que os executivos de Mark Zuckerberg ao menos esbocem qualquer reação. A vida está se complicando drasticamente para os censores.

Fonte: O reacionário




from Ebahia News https://ift.tt/2NX1TLr

COMMENTS

Nome

ADEB,1,Bahia,347,Brasil,424,Brasília,1,Camaçari,1,Cláudia Wild,3,Colunista,2,Colunista Jovem,3,Condeúba,5,D'jane Silva,6,Denúncia,21,des,1,Destaque,853,Economia,35,Educacao,10,Elizeu Rosa,19,Entretenimento,58,Esporte,18,Eunápolis,19,Feira de Santana,30,Governador Mangabeira,10,Ilhéus,21,intretenimento,5,Itabuna,23,Jequié,76,Lauro de Freitas,4,Mundo,84,Noticias,1146,Politica,551,Porto Seguro,15,Presidente Tancredo Neves,5,Salvador,428,Saúde,12,Segurança Pública,3,Teixeira de Freitas,22,Vitória da Conquista,33,
ltr
item
Âncora News: As nebulosas investidas do Facebook começam a levantar suspeitas e causar constrangimento
As nebulosas investidas do Facebook começam a levantar suspeitas e causar constrangimento
https://4.bp.blogspot.com/-iftDKj7_Zv8/W1uMAe4HKMI/AAAAAAAATCo/yD1BAiEKbK4vjejWNeMe7jhdCOZC2JvIwCLcBGAs/s640/Sem%2Bt%25C3%25ADtulo.png
https://4.bp.blogspot.com/-iftDKj7_Zv8/W1uMAe4HKMI/AAAAAAAATCo/yD1BAiEKbK4vjejWNeMe7jhdCOZC2JvIwCLcBGAs/s72-c/Sem%2Bt%25C3%25ADtulo.png
Âncora News
http://www.ancoranews.net/2018/07/as-nebulosas-investidas-do-facebook.html
http://www.ancoranews.net/
http://www.ancoranews.net/
http://www.ancoranews.net/2018/07/as-nebulosas-investidas-do-facebook.html
true
563360971225838415
UTF-8
Todas as publicações Não foi encontrada nenhuma postagem VER TUDO Mais informação Resposta Cancelar resposta Delete Por Home PAGES POSTS View All RECOMENDADO PARA VOCÊ LABEL ARQUIVO SEARCH TODAS AS PUBLICAÇÕES Não encontrou nenhuma correspondência de pós com seu pedido Voltar Início Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share. STEP 2: Click the link you shared to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy